O Pensador, de Rodin, em sua eterna crise existencial .

Um comentário:

GLAUBER FERNANDEZ disse...

Que legal...
Pesquiso tudo sobre SYD BARRETT e adorei esses relatos. Quase me peguei em lágrimas, porém com um entusiasmado sorriso no rosto.
Incrível tudo isso, tratando-se de quem é (quem foi).
Tudo que já li, tudo que já vi em vídeos, tudo que já ouvi de gravações e mergulhando como apreciador de sua arte e da vida curiosa que passou a levar após sua reclusão, só me resta deixar uma SUGESTÃO aos que têm um mundo cinematográfico pelas costas para, finalmente, fazerem UM FILME LONGA METRAGEM BIOGRÁFICO SOBRE SYD BARRETT e de alto padrão, digno de OSCAR.
Serei o primeiro das filas do cinema.